Pular para o conteúdo principal

Mazaki no Bouken 04 - Afogar as mágoas

Olá a todos, estamos de volta com mais um capítulo de Mazaki no Bouken, essa série que é quase um mangá da vida real =)
Nesses primeiros capítulos nem todos os personagens ainda aparecem, devem demorar ainda um pouquinho, mas depois se torna mais fácil de entender a cronologia da trama. O importante agora é descobrir e acompanhar o clima das aventuras de Mazaki e sua turma otaku =)

Boa Leitura!


Mazaki no Bouken 04 - Afogar as mágoas

- Larara, mas que diz feliz... larara ^.^

Mazaki caminhava tranquilamente a caminho da praça onde havia marcado com os otakus naquele fim da manhã de sábado. Parecia despreocupada e relaxada (aliás, alguém já a viu com outro comportamento a não ser esse de baka-alegre?), cantarolava músicas aleatórias pensando levemente sobre qualquer idéia que poderia revolucionar o mundo:

- Fude pen fufu... furueru fufu...

- Ei XMazaki!! - chamou uma voz que ela conhecia.

- Andy! Ohayo! ^-^

- Oi.... u_u

- O que foi? Tá parecendo estranho...

- É, to chateado...

- E porquê?

- Sei lá, as vezes essa vida fica tediosa...

- É por isso que não me interesso por humanos comuns! Apenas os otakus ^.^

- É sério XMazaki....

- Porque que tu e o John me chamam desse jeito ein?

- Longa história, melhor explicar em outro capítulo...

- A tá....

- Hunf - resmungou Andy sozinho.

- Ah é, porquê tá chateado? - *já tinha esquecido*

- Já disse que é tédio.

- Num se preocupa, vamos nos divertir hoje! Rolar de uns barrancos, fazer lutas na grama, cantar.... cantar..... oba /o/

- Hunf.. acho que não vou pra praça hoje...

- Eita o.o

- Melhor eu ir pra casa ficar vendo tv. - disse ele já se preparando pra dar meia volta.

- Ei, nada de ir pra casa ein! o.o - ("Desde quando virou um emotaku, aliás... não sempre foi? XD")

- Preciso afogar as mágoas. - disse o semi-otaku mexendo numa sacola que trazia.

- Ein? Afogar as mágoas? Mas os verdadeiros otakus não..... e de onde veio essa sacola que eu nem vi??

- Hm? - perguntou Andy se virando com algo pendurado pelos dentes.

- Mupy!!!!! o.o - exclamou a garota ficando subitamente impressionada. - A bebida dos otakus.... o.o

- Acha que eu ia beber o que? Eu não sou otaku, mas tô quase sendo promovido tá.

- Isso me lembra que tenho que preparar o ritual secreto de iniciação.... *reflexiva*

- Ein? Que história é essa de ritual? o.o

- Bom, mas o que vem ao caso é....... de onde tu tirou esse Mupy? Aqui na cidade nem vende...... nem no estado vende! /o/

- Etto...... aqui é uma estória, não precisa se preocupar com detalhes XMazaki.

- .....

- O que?

- Verdade! Me dá um mupy tbm porque eu nunca provei! ^.^

- Tu fica feliz por qualquer coisa né?

- Vamos, quero conhecer o sabor de mupy! =D - ordenou a garota estendendo a mão e com a outra cutucando o braço do amigo.

- Tá!! Mas nem vai ser tão legal assim tomar o mupy sabia?

- E porquê não? o.o

- Porque aqui é uma estória XMazaki....dããã....

- ?

- Pra que serve essa cabeça enorme ein? u.u

- Pra ser SD mode! /o/ - respondeu ela prontamente, esqueçendo o foco da conversa.

- ¬¬''' Bom, sobre o mupy...

- Ah eh... o mupy ;P

- Agente pode até tomar, mas não vamos nos lembrar do gosto depois.

- É???

- Uhum

- Buémmm, ser personagem de estória tem seus lados ruins... T.T

- Ainda quer?

- Bah, vamos logo pra praça! - chamou ela já correndo na frente. - Fude pen fufu.... furueru fufu... hajimete kimi e no greeting card....

- Eu ein... cabeça de vento, ou melhor, cabeção de vento.....

*END* [Mazaki: Eu? Mas e tu que esqueçeu que tava chateado? ^.^] [Andy: o.o']


Final de mais uma cena sem graça, mas espero que tenham conseguido suportar lê-la até o final (não que as cenas sejam curtas por medo de o leitor fugir.. longe de mim).

Enfim, comentem, deixem opinião, todas elas são muito importantes para que eu saiba como dar prosseguimento com a série =D

Matta ne!

Comentários

  1. lol nunca tomei mupy T-T me dá um pouco?

    =D

    ResponderExcluir
  2. "- É por isso que não me interesso por humanos comuns! Apenas os otakus ^.^" XDD Eu ri sozinho aqui na facul! Pq eu tb falo isso as vezes ^_^ XD Mas então, adorei o capítulo! ^_^

    Ganbare!! ^_^

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

UQ Holder - o novo mangá de Ken Akamatsu começa com tudo!

A estréia de UQ Holder, nova obra de Ken Akamatsu se deu no mês de agosto deste ano de 2013 e foi cercada de grande expectativa: desta vez o mangaká tinha a intenção clara de fazer um mangá de ação desde o princípio.
Talvez no Brasil o trabalho de Ken Akamatsu não seja tão reconhecido quanto poderia. Sua imagem é muito marcada pelos fanservices de Love Hina. Muitos sequer chegaram a ler sua obra seguinte e de maior sucesso comercial: Mahou Sensei Negima. O plot de um menino cercado de 31 garotas também ajudou a aprofundar o preconceito de leitores que (no meu ver pessoal) parecem valorizar demais a sexualidade nos mangás, esquecendo de analisar outros aspectos como a comédia, e, principalmente, a qualidade dos personagens.


Ken Akamatsu é um mestre em criar personagens cativantes e Negima foi um grande sucesso quando conseguiu mesclar a comédia, esses personagens apaixonantes e uma dose de ação crescente. Lutas muito bem desenhadas estão nas páginas da obra de forma cada vez mais cons…

Sobre o que fala Suzumiya Haruhi, afinal?

Suzumiya Haruhi é uma série de light novels que já conta com 10 volumes e o suspense se irão haver novas publicações ou não. A história ficou mais famosa quando se transformou em anime e então a franquia caiu no gosto do público otaku pelos seus clichês cômicos, personagens carismáticos e uma dancinha viciante para viralizar. Porém muitos acabam julgando que a obra não passa de um entretenimento barato para otakus e que não possui nenhuma mensagem intrínseca. O que é um erro e eu vou dizer o motivo:

Qualquer obra, por mais comercial e batida que seja, pode conter em si uma mensagem, talvez supérflua, talvez profunda, mas não é por causa de questões visuais ou estilísticas que deve ser ignorada essa possibilidade.

Vou citar um exemplo de conhecimento mais comum no mundo do entretenimento para deixar mais simples o entendimento.

Matrix, o filme de 1999, é uma história louca sobre pancadaria alucinada entre realidade e mundo digital? Bom, essa pode ser a cara do filme, com seus efeitos …

Comentários sobre Planetes v.1

Olá a todos!
Esse ano de 2015 tem sido muito bom para leitores de mangá que também são leitores de ficção-científica. Grandes anúncios como Akira e o relançamento de Eden (ambos pela Editora JBC) são alguns dos principais nomes desse momentos, mas outros títulos de peso também chegaram às bancas. Esse é o caso de Planetes, mangá de Mokoto Yukimura, autor também de Vinland Saga (ambos publicados pelo selo Planet Mangá, da Panini).
Comentários sobre a trama



Em um futuro próximo, onde o desenvolvimento da exploração espacial já torna possível a construção de estações e bases em alguns pontos do Sitema Solar, em Planetes acompanhamos a vida de Hoshino Hachirota (ou "Hachimaki", como lhe chamam), um jovem astronauta que tem uma das funções de menor glória: lixeiro espacial. Um trabalho exigente e necessário, mas que não é dos mais gratos.
Temos, além de  outros dois tripulantes na nave Toy Box: Yuri Mihairokov, um russo que tem um motivo bastante distinto. Além deles temos a pilo…